Cliente não paga a conta e é queimado em lanchonete

Dona do estabelecimento em Brodowski, interior de SP, acabou presa; ela teria pedido a traficantes para agredir o homem

RENE MOREIRA, Especial para o Estado

11 de junho de 2013 | 13h28

FRANCA - Por não pagar por seis lanches consumidos numa lanchonete de Brodowski, no interior paulista, um jovem de 23 anos teve as suas mãos queimadas na chapa quente. Depois ainda foi levado para um canavial e espancado. A vítima, Alex Fernando Queiroz, conseguiu sair do local algum tempo depois e pedir socorro numa fazenda, sendo internado com queimaduras de segundo grau e vários ferimentos.

A dona da lanchonete que teria encomendado a agressão junto a traficantes da região acabou presa. Segundo a polícia, o rapaz adquiriu lanches em dias seguidos, porém, não pagou a conta, o que irritou a comerciante.

Traficantes da área, no bairro Luiza Girardi, foram então acionados e localizaram o devedor, que diz ter sido levado ao estabelecimento onde foi queimado e agredido. Em seguida, foi deixado no canavial após ser atingido por pauladas.

De acordo com o delegado José Augusto Franzini, marcas das mãos do rapaz ficaram na chapa, o que comprova a violência. Os nomes da mulher e do traficante preso não foram divulgados. Outras duas pessoas suspeitas de envolvimento no caso foram ouvidas e liberadas, mas seguem sendo investigadas. E dois participantes da agressão já foram identificados, só que conseguiram fugir e estão foragidos.

Tudo o que sabemos sobre:
violêncialanchonetequeimado

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.