Clima é bom para colher batata e cebola

Dias frios e ensolarados também favorecem a qualidade do morango, cuja safra está começando

Ana Maria H. de Ávila, O Estado de S.Paulo

09 de junho de 2010 | 02h17

Duas frentes frias, uma no último fim de semana de maio e outra na primeira sexta-feira de junho, trouxeram chuvas para Campinas (26 milímetros), Sorocaba (18 milímetros), Piracicaba (17 milímetros), Presidente Prudente (22 milímetros) e Votuporanga (28 milímetros), mudando o padrão das duas últimas semanas.

Já Barretos registrou 10 milímetros e Ribeirão Preto e São Carlos, 11 milímetros, o que aumentou a reserva de água no solo. Garça e São José do Rio Pardo não registraram chuvas, tornando necessário irrigar, sobretudo hortaliças, frutas e legumes. No fim de semana uma massa de ar polar provocou o declínio acentuado da temperatura, com mínimas de 4,6 graus em Taubaté, 5,9 graus em Itapeva e 3,4 graus em São Luis do Paraitinga. Em Itatiba e Monte Alegre do Sul, geou e a temperatura mínima atingiu 3,7 e 3,2 graus, respectivamente.

O ar frio danificou parcialmente áreas de tomate, banana e morango. Além disso, com as baixas temperaturas, as plantas ficam mais expostas a pragas e doenças. O regime de chuvas e de temperaturas não favorece as pastagens, desde o começo do outono. O período de estiagem começou mais cedo e as temperaturas estão um pouco mais baixas, principalmente se comparado com o mesmo período do ano passado. Com pouca água no solo, além do frio e dos dias mais curtos, as pastagens não se desenvolvem e os pecuaristas precisam fazer um bom manejo para alimentar o gado. É preciso também fornecer feno e silagem para manter a boa produção de leite.

O clima favorece a colheita do feijão de segunda safra em Itapetininga, Avaré, Capão Bonito e Assis. Em Itapetininga a falta de chuvas no desenvolvimento e florescimento diminuiu a produção.

Bons preços. Com o clima favorável e os preços em alta, os produtores de cebola de Piedade e Divinolândia estão colhendo. Começa também a colheita da batata em Vargem Grande do Sul, que espera uma excelente safra com o uso da irrigação. Os dias ensolarados e frios são excelentes para a boa qualidade do morango que começa a ser colhido em Jarinu, Atibaia e Monte Alegre do Sul.

O clima favorece a colheita da cana-de-açúcar. A partir de agora há grande redução da cana bisada e o ATR (Açúcar Total Recuperável) deve melhorar, mas ainda deve ficar um pouco inferior à media por causa das chuvas e dos dias nublados no período de crescimento da cana.

ANA MARIA H. DE ÁVILA É PESQUISADORA DO CEPAGRI/UNICAMP. PARA MAIS INFORMAÇÕES SOBRE TEMPO E CLIMA, ACESSE WWW.AGRITEMPO.GOV.BR

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.