Clima ideal para a colheita de cebola

Tempo seco permite que processo de cura seja feito no campo,sem perdas por excesso de umidade

Fábio Marin, O Estado de S.Paulo

02 Julho 2008 | 01h53

O inverno começou com chuvas esparsas e de baixo volume e com baixa temperatura na maior parte do Estado de São Paulo. A temperatura mínima oscilou entre 11 e 15 graus. A umidade do solo manteve a tendência de queda e o armazenamento hídrico dos solos ainda está acima de 50% na maioria das localidades. Apesar do tempo seco, a umidade está relativamente elevada, porque as taxas de evapotranspiração têm ficado abaixo de 2 milímetros por dia na maior parte do Estado.Apesar da boa disponibilidade hídrica, as pastagens apresentam-se verdes, mas com baixas taxas de crescimento, elevando os custos para alimentação dos animais, tanto para o gado de corte quanto para a pecuária leiteira. Essa condição continua afetando o mercado, reduzindo o volume de negócios por causa da incerteza em relação à influência do clima sobre as pastagens e à disponibilidade de animais para comercialização.As condições ainda favorecem as lavouras de milho safrinha em fase final de enchimento de grãos. Nas áreas semeadas precocemente e que já estão prontas para a colheita, as condições também são favoráveis para as operações de campo e para a secagem dos grãos.MANDIOCAEm Engenheiro Coelho, Mogi-Mirim e Presidente Prudente, a colheita da mandioca está favorecida pela ausência de chuvas e umidade do solo em níveis intermediários, facilitando o arranquio das plantas e o transporte.Também prosseguiu a colheita de cebola em Ibiúna, Piedade, Monte Alto e São João da Boa Vista. O tempo seco favoreceu o processo de cura no campo, sem perdas por excesso de umidade. Em Atibaia, Valinhos, Monte Alegre do Sul e Jarinu a temperatura ao longo do outono favoreceu a produção de morango e os produtores colhem uma safra com frutos grandes e de boa qualidade. A preocupação são os preços, que se mantiveram nos mesmos níveis do ano passado, apesar da alta no custo de produção.Em São José do Rio Pardo, Franca e Garça a colheita do café prosseguiu em ritmo acelerado, com boas condições para a secagem e o transporte. As chuvas bem distribuídas contribuíram para uma safra de alta produtividade, mas atrasaram a colheita. *Fábio Marin é pesquisador da Embrapa Informática Agropecuária. Para mais informações sobre tempo e clima, acessewww.agritempo.gov.br

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.