Clinton diz que presença de Obama não é prioritária

O ex-presidente americano Bill Clinton disse ontem, por meio de teleconferência, que a presença de Barack Obama na Rio+20 não é prioritária - o atual presidente será representado pela secretária de Estado e mulher do ex-presidente, Hillary Clinton.

RIO, O Estado de S.Paulo

19 de junho de 2012 | 03h06

"Tem muita coisa acontecendo nos EUA, tem o encontro do G20. Essa é uma conferência de trabalho, todo mundo já fez os discursos que tinha de fazer", disse Clinton. Sua fundação é parceira do C-40, grupo de 58 grandes cidades de todo o mundo que se reúne a partir de hoje no Rio. Do Brasil, fazem parte Rio, São Paulo e Curitiba.

Para Clinton, esse é um momento-chave para as prefeituras mostrarem que podem fazer a diferença na redução das emissões de gases do efeito estufa. "Os governos federais têm sido relutantes em assumir compromissos como esses", disse./ ROBERTA PENNAFORT

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.