CNE quer 10% do PIB até 2020 para educação

O presidente do Conselho Nacional de Educação (CNE), Antônio Carlos Ronca, disse que o porcentual do PIB destinado à educação deve ser maior do que os 7% previstos pelo Plano Nacional de Educação (PNE). "Temos de chegar a 10% até 2020 para cumprirmos metas como a que prevê que metade das escolas ofereça educação de tempo integral." Ronca participou ontem de evento do Todos pela Educação que analisou as metas do PNE, em trâmite no Congresso.

Ocimara Balmant, O Estado de S.Paulo

11 de maio de 2011 | 00h00

Segundo o economista Ricardo Martins, da comissão técnica do Todos Pela Educação, o aumento de 5,7% para 7% do PIB não significa que haverá mais recursos. Se as metas de universalização forem cumpridas, o País terá um acréscimo de 11,6 milhões de matrículas, o que fará o gasto per capita cair de R$ 3.929,40 para R$ 3.763,93.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.