Coalizão opositora síria terá representante na França, diz Hollande

Reuters

17 de novembro de 2012 | 10h47

PARIS - A coalizão de oposição na Síria vai nomear um enviado para a França, disse neste sábado o presidente francês, François Hollande, depois de se reunir com o dirigente do Conselho Nacional Sírio, Mouaz Alkhatib. Segundo uma fonte diplomática francesa, a pessoa teria o papel de representante da coalizão e se tornaria embaixador assim que um governo provisório for estabelecido na Síria e reconhecido internacionalmente. "Haverá um embaixador sírio na França que será indicado pelo presidente da coalizão", declarou Hollande. O presidente francês convidou Alkhatib para conversações em Paris ,depois que a França se tornou a primeira potência europeia a reconhecer o grupo como único representante do povo sírio. A França é uma das mais duras críticas do presidente da Síria, Bashar al-Assad, cuja repressão militar ao levante contra seu governo já causou a morte de 38 mil pessoas, de acordo com ativistas. Há o risco de o conflito afetar países vizinhos. (Reportagem de Elizabeth Pineau e John Irish)

Tudo o que sabemos sobre:
MUNDOSIRIAFRANCA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.