Coca Cola vai entrar na F1 com marca de energético na Lotus

A Coca Cola vai entrar na Fórmula 1 com sua marca de energéticos Burn através de um acordo com a Lotus, equipe do ex-campeão mundial Kimi Raikkonen, anunciou a empresa nesta quinta-feira.

ALAN BALDWIN, Reuters

22 de novembro de 2012 | 16h10

A Lotus informou em comunicado que um acordo de longa duração foi fechado e que mais detalhes serão divulgados no ano que vem, quando começa a parceria.

"A criatividade das equipes e a paixão por velocidade e energia que alimentam a Fórmula 1 tornam uma parceira com essa modalidade emblemática uma possibilidade atraente para a marca Burn", disse Emmanuel Seuge, diretor de marketing para esportes e entretenimento do grupo Coca Cola.

O executivo disse que o acordo vai reunir arte e música "numa forma que vai quebrar as convenções do marketing tradicional de patrocínio na Fórmula 1".

A F1 voltou neste mês aos Estados Unidos após cinco anos de ausência para uma corrida no novo circuito de Austin, no Texas, e a modalidade está em busca de ampliar sua presença nas Américas.

Está prevista a realização de duas provas nos Estados Unidos em 2014, com um GP em Nova Jersey, e o chefe comercial da F1, Bernie Ecclestone, falou no fim de semana sobre a possibilidade de uma terceira prova no país.

A Red Bull Racing, equipe de propriedade da empresa austríaca de energéticos, conquistou este ano o tricampeonato mundial de construtores e seu piloto Sebastian Vettel, da Alemanha, também pode sagrar-se tricampeão no GP Brasil, no fim de semana.

O finlandês Raikkonen, que foi campeão mundial em 2007 pela Ferrari, venceu o GP de Abu Dhabi pela Lotus este mês e está entre os pilotos mais populares da Fórmula 1.

A Coca Cola já esteve ligada a diversas equipes da F1 no passado, assim como com o esporte como um todo.

"Estamos animados com a parceira com a Burn para construir um modelo novo de patrocínio, que vai reunir experiências, criação de conteúdo e mídia social", disse o chefe da Lotus, Eric Boullier.

Tudo o que sabemos sobre:
F1COCACOLALOTUS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.