Colecionador francês tem gravura de Picasso roubada na França

Ladrões roubaram cinco pinturas, incluindo uma de Pablo Picasso, da casa de um colecionador no sul da França, que foi agredido durante o assalto, segundo relatou a polícia neste sábado.

REUTERS

22 de maio de 2010 | 13h23

A obra mais importante roubada foi uma gravura de Picasso, que trazia a figura do rosto de uma mulher. As outras obras são de artistas menos famosos, segundo a polícia, que não deu os nomes dos outros artistas.

O episódio se dá dois dias depois do roubo de pinturas de Picasso, Henri Matisse, Amedeo Modigliani e outros de um museu, avaliadas em cerca de 100 milhões de euros.

O colecionador foi hospitalizado pelo golpe que recebeu dos ladrões.

O roubo é o mais recente a acontecer em Marselha. Em janeiro, foram roubadas 30 pinturas de uma coleção privada. Em dezembro, foi levado um desenho de Edgar Degas de um museu.

(Reportagem de Jean-François Rosnoblet; Redação por John Irish; Editado por Marion Giraldo)

Tudo o que sabemos sobre:
ARTESPICASSOROUBO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.