Cólera já matou 1.123 pessoas no Zimbábue, diz ONU

O número de mortes da epidemia de cólera no Zimbábue cresceu para 1.123 e 20.896 pessoas foram infectadas por essa doença de fácil prevenção, informou a Organização das Nações Unidas na sexta-feira. O Escritório da ONU para a Coordenação de Assuntos Humanitários (Ocha, na sigla em inglês) disse em comunicado que os novos dados referiam-se até o dia 18 de dezembro. Na véspera, o órgão havia informado 1.111 mortes e 20.581 casos da doença.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.