Colhedoras são destaque na Agrishow

Indústria aproveita bom momento do setor de grãos e apresenta novas máquinas para a colheita

Niza Souza, O Estado de S.Paulo

30 de abril de 2008 | 02h22

Com o cancelamento da edição Cerrado, a Agrishow de Ribeirão Preto, que começou na segunda-feira e vai até sábado, concentrará os lançamentos das principais marcas de máquinas e implementos agrícolas. ''Este ano, o número de expositores aumentou 15% em comparação ao ano passado'', destaca o vice-presidente da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), João Marchesan.De olho no crescimento da venda de máquinas, especialmente de colhedoras, que cresceu 106% de janeiro a março deste ano, em relação ao mesmo período de 2007, a indústria tem diversas novidades. A Case IH, por exemplo, vai aproveitar a Agrishow para lançar a colhedora Module Express 625, que combina a colheita e o enfardamento do algodão, em uma única operação.A Valtra, fabricante de tratores, também entra no mercado de colhedoras e lança na feira suas primeiras máquinas: a BC 4500, de médio porte, com 190 cavalos de potência, e a BC 7500, com sistema axial e tecnologia diferenciada, voltada para colheita em grandes propriedades. ''É um projeto que vem sendo desenvolvido há quatro anos e o lançamento coincide com a retomada do setor de grãos'', destaca o gerente de Produto, Jak Torretta Júnior.Para o setor sucroalcooleiro a novidade é a colhedora de mudas da Santal. ''O plantio de cana mecanizado está aumentando. E esta máquina sai da fábrica pronta para colher a muda. Até então não existia uma solução para colher a muda. Aopção era o kit de conversão para ser acoplado às colhedoras normais'', explica o vice-presidente da empresa, Arnaldo Adams Ribeiro Pinto. ''A colhedora reduz o impacto nas gemas e colmos de cana, reduzindo a quantidade necessária de mudas por metro linear.''

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.