Colin Powell dança hip hop em festival africano em Londres

Ex-secretário de Estado americano se juntou, no palco, ao grupo de rap nigeriano Olu Maintain

Da BBC Brasil, BBC

15 de outubro de 2008 | 04h57

Powell dança rap no palco Foto: Joel Ryan/AP LONDRES - O ex-secretário de Estado americano, Colin Powell, se juntou a um grupo de hip hop em um festival em Londres para celebrar a cultura africana. Powell subiu ao palco na terça-feira à noite com o grupo nigeriano Olu Maintain, no Africa Rising Festival, realizado na casa de shows Royal Albert Hall. Ele disse que a sua identidade negra continua tendo uma grande importância. "Eu estou diante de vocês nesta noite como um afro-americano", disse Powell. "Muitas pessoas me dizem 'você se tornou o secretário de Estado dos Estados Unidos, (mas) é ainda necessário dizer que você é um afro-americano ou que você é negro', e eu digo, sim, nós temos que lembrar os nossos filhos (disso)", afirmou. "Foi preciso que muitas pessoas lutassem para que eu chegasse onde cheguei. Eu não caí do céu, as pessoas vieram do meu continente em correntes." Powell também disse aos presentes que a África, com muito trabalho e investimento estrangeiro, pode prosperar como a Ásia e o Leste Europeu. Muitos erros foram cometidos na África por países ocidentais que enfrentavam uma "cortina de ferro e uma cortina de bambu", disse Powell em uma aparente referência à União Soviética e à China comunista. Mas ele afirmou que essas barreiras já não existem mais. "A Ásia está crescendo, criou empregos para as pessoas, e os países do Leste Europeu estão fazendo o mesmo....agora, é a vez da África", afirmou. Colin Powell, que foi chefe do Estado-Maior das Forças Armadas na Guerra do Golfo em 1991, serviu como secretário de Estado durante o primeiro mandato de George W. Bush, de 2001 a 2005. O Africa Rising Festival também contou com a participação da cantora americana Christina Aguilera, do britânico Seal e dos estilistas Ozwald Boateng, originalmente de Gana, e Deola Sagoe, da Nigéria. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.