Colômbia denuncia suposto complô contra eleição presidencial

Jornal 'The Washington Post' afirmou que irmão de atual presidente fazia parte de guerrilha

REUTERS

24 de maio de 2010 | 20h32

O governo da Colômbia denunciou nesta segunda-feira, 24, uma conspiração de um importante jornal norte-americano para afetar suas eleições presidenciais com a publicação de um testemunho que liga o irmão do presidente Álvaro Uribe a um grupo paramilitar.    

 

Veja também:

linkAtaque das Farc mata 9 homens da Marinha da Colômbia

linkSe eleito, Santos diz que não vai disparar 'um único tiro' contra vizinhos  

O vice-presidente Francisco Santos disse que a denúncia, publicada no jornal The Washington Post, tenta desacreditar Uribe, que tem alta popularidade principalmente pelo combate à guerrilha esquerdista e aos paramilitares de ultradireita, e cujo sucessor será eleito em 30 de maio.

O funcionário afirmou que a denúncia também pretende afetar o candidato do governo, Juan Manuel Santos, que foi ministro da Defesa de Uribe e é seu primo.

Juan Manuel Santos, que ocupa o primeiro lugar nas pesquisas de intenção de voto, é considerado herdeiro político de Uribe e prometeu dar continuidade a suas principais políticas, incluindo as de segurança.

O The Washington Post publicou o testemunho do oficial retirado da Polícia Nacional da Colômbia Juan Carlos Meneses, que relaciona Santiago Uribe a um grupo paramilitar que operou nos anos 1990 no departamento de Antioquia e ao qual são atribuídos vários assassinatos.

"Há algo bastante, bastante raro, muitas coincidências sobre o que está ocorrendo para afetar o processo eleitoral, eu não tenho a menor dúvida de que tudo isso que está saindo tem uma intenção política", disse o vice-presidente Santos a jornalistas.

"Não tenho a menor dúvida de que isto parte de uma conspiração para afetar o resultado eleitoral, aqui qualquer bandido sai a dizer qualquer coisa em determinado momento e acredito que está bastante amarrado, coordenado para afetar um dos candidatos", disse.

A denúncia de Meneses surge a poucos dias das eleições presidenciais, nas quais Santos enfrenta um duelo acirrado nas pesquisas com o candidato do Partido Verde e ex-prefeito de Bogotá Antanas Mockus.

(Reportagem de Luis Jaime Acosta)

Tudo o que sabemos sobre:
RTCOLOMBIADENUNCIACONSPIRACAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.