Com a presença de Bento XVI, Papa Francisco discursa em evento no Vaticano

Com a presença de Bento XVI, Papa Francisco discursa em evento no Vaticano

Pontífice defendeu a valorização dos idosos e comparou o abandono de pessoas mais velhas a uma 'eutanásia escondida'

Reuters

28 Setembro 2014 | 12h43

Com a presença do ex-papa Bento XVI em um evento no Vaticano neste domingo, 28, papa Francisco denunciou o abandono e a negligência em relação às pessoas mais velhas como uma “eutanásia escondida”.

Durante o encontro festivo na Praça São Pedro, o papa Francisco falou para cerca de 40 mil idosos, avôs, avós, viúvas e viúvos.

O pontífice procurou destacar a importância dos idosos na sociedade e disse que os abrigos para as pessoas mais velhas não podem se tornar “prisões” onde o cuidado é menos valorizado do que o interesse econômico dos que administram esses estabelecimentos.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), há 600 milhões de pessoas com mais de 60 anos no mundo hoje, número que deve dobrar nos próximos 11 anos e alcançar dois bilhões em 2050, com a maioria desses futuros idosos vivendo no mundo em desenvolvimento.

Esta foi apenas a terceira vez desde a sua renúncia em fevereiro de 2013 que Bento 16, de 87 anos, esteve num evento público. Ele pareceu relativamente saudável ao entrar na praça e ocupar um assento especial no evento. 

Ele permaneceu no local por uma hora, ouviu a declarações de idosos e o discurso do seu sucessor, partindo antes da missa.

Primeiro papa a renunciar em seis séculos, Bento tem vivido em retiro num convento, onde recebe poucos visitantes.

Mais conteúdo sobre:
Vaticanopapa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.