Com Mocotó e Fasano, Brasil vai a Punta del Este

Punta del Este Food and Wine Festival

O Estado de S.Paulo

27 Setembro 2012 | 03h11

Punta del Este, Uruguai, de 26 a 28 de outubro.

Ingressos e informações: www.puntafoodandwine.com

O Punta del Este Food and Wine Festival chega à terceira edição em outubro, no fim de semana que vai do dia 26 ao 28. No balneário uruguaio, 25 chefs da Argentina, Brasil, Chile, Estados Unidos e Israel - além dos cozinheiros nativos - encontram-se para promover jantares regados a mais de cem vinhos locais e de outras partes do mundo.

Serão nove eventos, cada um em um lugar: hotéis, restaurantes, mercados. Como atesta o nome do festival, comida e vinho são o mote da celebração gastronômica.

O diretor e fundador do festival, Gabriel Bialystocki, comemora o fato de a rede Fasano estrear na programação. No sábado, dia 27, no hotel do grupo em Las Piedras, Luca Gozzani, novo chef do restaurante em São Paulo, une-se a Juan Manuel Guizzo, do Fasano local, e a Federico Fialayre, do Tomo I de Buenos Aires, para oferecer jantar.

Ainda do Brasil, o chef convidado é Rodrigo Oliveira, do Mocotó. Ele participa do jantar de abertura, na sexta, dia 26, e depois, no sábado, faz dupla com o cubano Douglas Rodríguez, chef do DeRodriguez Cuba, em Miami. Os dois promovem jantar para mostrar sabores da América Latina.

"Se há um traço comum à comida latino-americana é o retorno à cozinha popular. Há uma tendência no Brasil, Argentina, México e Peru de revalorizar a cozinha nativa, transformando-a e sofisticando-a com técnicas de alta gastronomia", diz Bialystocki. Não à toa ele convidou o chef do Mocotó, que faz comida nordestina. "A cozinha brasileira é pouco conhecida no mundo. Só se fala em feijoada. Mas há muito mais a descobrir. Tentamos mostrar isso", diz o diretor do festival. Nas últimas duas edições, Mara Salles, do Tordesilhas, foi a chef convidada.

Bialystocki ressalta que o festival é uma chance para o Uruguai absorver um "capital de conhecimento" deixado pelos chefs convidados. Com boa oferta de produtos gastronômicos, como carnes e vinhos, o país ainda engatinha no desenvolvimento de uma cena gastronômica pujante. Muitos dos convidados acabam estendendo suas estadias e dão palestras e cursos nas escolas de gastronomia locais.

De acordo com o diretor do festival, são esperadas 2.500 pessoas para o fim de semana em Punta del Este. Os eventos custam de U$ 75 a U$ 350.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.