Com sal e açúcar

Abacate é uma fruta transgressora, que não se intimida com as fronteiras entre doce e salgado. Costuma fazer sucesso nas mais variadas circunstâncias.

O Estado de S.Paulo

23 Abril 2009 | 02h48

Vai bem com ervas aromáticas, pimentas, alho, cebola, colheradas de açúcar, pitadas de sal, azeite ou gotas de limão espremido na hora.

Sua polpa verde-clara untuosa e macia forma parcerias com grande facilidade. Abacate com camarão é um clássico da cozinha americana. Com cebola, chiles e coentro, faz o guacamole, ícone da culinária do México - onde aliás, é encontrado em profusão e integra muitas receitas. Batido com açúcar, vira sobremesa no Brasil. Entra também em diversas receitas de Israel, alguns países da África, e da Austrália, países em que é cultivado. E se você é do tipo que não vê tanta graça na fruta ou acha que ela tem mais textura que sabor, saiba que há boas razões para comer abacate: ele é muito rico em proteínas e óleos e, portanto, uma grande fonte de energia. Não por acaso, a fruta tem sido cultivada há pelo menos 7 mil anos e pode ser encontrada em mais de 500 variedades. Todas elas descendentes de três ramos da mesma família, a Persea americana : o do México, o da Guatemala e a das Antilhas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.