Com seca, USDA reduz previsão de área colhida de milho

O Departamento de Agricultura dos EUA (USDA) elevou nesta sexta-feira sua estimativa de plantio de milho nos Estados Unidos ligeiramente acima do esperado, mas reduziu a área total a ser colhida, considerando os efeitos da seca que afetam importantes regiões produtoras.

Reuters

29 de junho de 2012 | 13h26

Os futuros do milho registravam alta de mais de 2 por cento, reagindo aos dados do USDA, assim como a soja também tinha alta, de mais de 1 por cento, por volta das 11h20 (horário de Brasília).

De acordo com os dados do departamento, o plantio de milho em 2012 foi estimado em 96,40 milhões de acres, levemente acima da previsão do mercado, de 96,09 milhões de acres, ante 95,68 milhões de acres na previsão de março.

A projeção da colheita de milho, porém, ficou abaixo do esperado. O USDA prevê que 88,85 milhões de acres serão colhidos, um número menor que sua previsão anterior, de 89,1 milhões de acres.

A agência disse que os estoques do milho caíram para 3,14 bilhões de bushels em 1o de junho, abaixo da estimativa do mercado, de 3,174 bilhões e contra 3,67 bilhões no ano anterior.

O USDA estimou ainda o plantio de soja nos EUA neste ano em 76,08 milhões de acres, acima da estimativa do mercado, de 75,50 milhões de acres, e contra 73,90 milhões de acres na previsão anterior.

Os estoques do grão foram estimados em 1o de junho em 667 milhões de bushels, ante previsão do mercado de 635 milhões de bushels.

(Reportagem de Julie Ingwersen)

Tudo o que sabemos sobre:
COMMODSUSDASECA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.