Comandante da balsa diz que barco estava no curso errado

Proprietária da embarcação que naufragou no AM nega e diz que comandante 'fugiu sem prestar socorro'

Liège Albuquerque, da Agência Estado,

22 Fevereiro 2008 | 11h44

O comandante da balsa que colidiu com o barco Almirante Monteiro na madrugada de quarta-feira, 21, Adejamar Andrade, teria afirmado à polícia, em depoimento na quarta à tarde em Itacoatiara, que o barco naufragado estava navegando no curso errado, segundo informações de uma fonte da polícia civil.   Veja também:  Retomadas buscas às vítimas de naufrágio no AM   Andrade afirmou que teria continuado seu curso normalmente depois da batida por ter achado que o barco teria sofrido apenas uma avaria no lado direito e não afundado. A proprietária do barco Almirante Monteiro, Perla Pinheiro Rodrigues, rebateu a informação. Segundo ela o comandante de seu barco, Raimundo Fonseca Loureiro, assegurou que estava em seu curso correto.   "Não há nenhum passageiro que tenha testemunhado em contrário, nosso barco estava em sentido correto. E não tem como ele dizer que o barco afundou e ele não viu: ele fugiu sem prestar socorro", disse.   Perla e o marido Francisco, segundo ela, viviam do que ganhavam nas viagem do barco afundado há quase dois anos, fazendo trajetos entre o Amazonas e o Pará.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.