Comandante de UPP é baleado na zona norte do Rio

O capitão Gabriel de Toledo, comandante da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) de Manguinhos, na zona norte do Rio, foi baleado na coxa direita durante um tumulto na comunidade nesta quinta-feira, 20, à noite. Levado ao Hospital Federal de Bonsucesso, na mesma região da cidade, ele foi submetido a exames e seria transferido ainda ontem para o Hospital da Polícia Militar a fim de ser operado.

FÁBIO GRELLET, Agência Estado

20 Março 2014 | 21h01

Segundo a Coordenadoria de Polícia Pacificadora, policiais da UPP foram até um prédio abandonado que havia sido ocupado por invasores com a intenção de cumprir uma ordem de desocupação. Ao chegarem, foram atacados pelos ocupantes, que lançaram pedras contra os policiais. Um soldado foi ferido por uma pedrada. O Batalhão de Choque também foi acionado para conter o tumulto.

A confusão se ampliou e traficantes teriam aproveitado para atacar os policiais e a sede da UPP. Houve troca de tiros - o capitão acabou baleado nesse confronto - e os contêineres onde funcionava a UPP foram incendiados. Parte do conjunto de favelas, que é composta por 13 comunidades, ficou sem eletricidade. Por conta do tumulto e da troca de tiros, a circulação de trens da Supervia pela comunidade chegou a ser interrompida.

Mais conteúdo sobre:
ComandanteUPPbaleado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.