Comandante-geral da PM de Brasília é demitido

Depois de uma série de crimes na cidade e de policiais militares usarem as redes sociais para propagar um movimento grevista, foi demitido ontem o comandante-geral da Polícia Militar do Distrito Federal, Sebastião Gouveia. Desde 15 de fevereiro, parte da PM pratica "Operação Tartaruga", negligenciando o atendimento à população e esquivando-se de ocorrências policiais. Com a operação, a categoria pretende conseguir aumento de salário base, que hoje é de cerca de R$ 4.500 para um soldado, o mais alto do país. Alguns militares chegara a postar mensagens de comemoração diante de novos casos de violência na cidade.

AE, Agência Estado

09 Abril 2012 | 23h09

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.