Comandante-geral da PM de SP deixa o cargo

O Comandante-geral da Polícia Militar de São Paulo, Álvaro Camilo, afirmou que foi um privilégio comandar a instituição, em uma nota que enviou à imprensa. O Comandante Camilo entregou nesta segunda-feira o pedido de exoneração do cargo. De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Militar, o comandante ainda não afirmou o motivo da desistência do cargo.

EQUIPE AE, Agência Estado

02 Abril 2012 | 16h16

Mais conteúdo sobre:
PMcomandoexoneração

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.