Comerciantes da Feirinha fazem 3º protesto na semana

Comerciantes da Feira da Madrugada fazem mais um protesto na manhã desta sexta-feira, 28, na região central de São Paulo. Um pouco antes das 10h, os manifestantes ocuparam o cruzamento entre a rua São Caetano e a Avenida do Estado. De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), o grupo seguiu em passeata para a rua Oriente e, às 11h, interditavam a rua Barão de Ladário. A CET informou que desvia o trânsito na região, pela rua Pasteur.

GABRIELA VIEIRA, Agência Estado

28 de junho de 2013 | 11h11

Os comerciantes protestam contra o atraso no início das obras no local da Feirinha. Após uma disputa judicial entre os lojistas e o governo municipal, a Prefeitura fechou o espaço em 29 de maio para reforma, que deveria ter começado no dia 3 de junho. A prefeitura deu um prazo de 60 dias para o término das obras e reabertura da Feirinha, mas quase 30 dias após o fechamento, os comerciantes alegam que elas ainda não foram iniciadas. Orçada em R$ 4 milhões e de responsabilidade do governo municipal, a reforma visa atender exigências de segurança.

Tudo o que sabemos sobre:
Feira da Madrugadareformaprotesto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.