Cometas podem acumular moléculas precursoras da vida

Evidências da presença de átomos de nitrogênio em nuvens de gás interestelar sugerem que moléculas precursoras da vida podem estar presentes em cometas, descoberta que traz pistas sobre as condições primitivas que deram origem à vida, de acordo com pesquisadores da Universidade Michigan e do Centro de Astrofísica Harvard-Smithsonian. A descoberta muda a compreensão da química no espaço.A questão de por que moléculas de nitrogênio nunca foram detectadas em cometas e meteoritos intriga cientistas há anos. Como os cometas nascem nos pontos mais frios e distantes do sistema solar, acredita-se que sejam os objetos que menos alterações químicas sofreram durante a formação do Sol e dos planetas.Acredita-se que o estudo dos cometas ofereça um "registro fóssil" das condições que existiram dentro da nuvem de gás que entrou em colapso para dar origem ao sistema solar, a pouco mais de 4,6 bilhões de anos. Esperava-se que o nitrogênio nesta nuvem estivesse em forma molecular e que, portanto, essa mesma forma tivesse sido cristalizada nos cometas. Mas a razão para as moléculas não estarem ali é porque elas não existiam na nuvem que deu origem aos cometas, dizem Sébastien Maret e Edwin Bergin, da Universidade de Michigan. Essas nuvens continham nitrogênio, sim, mas atômico, não molecular. Essa descoberta será publicada na edição desta semana da revista Nature.A molécula de nitrogênio, formada por dois átomos do elemento, é bastante estável. Já sob a forma de átomos livres, o nitrogênio poderia ter se ligado a outros elementos, dando origem a moléculas mais complexas, semelhantes às que hoje são essenciais para a vida na Terra. Segundo Bergin, essas moléculas podem ter oferecido um tipo de "ligação direta pré-biótica" para a formação das substâncias que levariam à origem da vida."Muitas moléculas bióticas simples têm nitrogênio, e é muito mais fácil fazer moléculas complexas de nitrogênio atômico", disse Bergin. "Todas as bases do DNA têm nitrogênio, e aminoácidos também... O que estamos dizendo é que se você tem nitrogênio na forma mais simples, a forma atômica, ele é muito mais reativo e pode formar substâncias orgânicas no espaço com muito mais facilidade".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.