Comitê recolhe depoimentos de removidos no rio

Integrantes do Comitê Popular da Copa e Olimpíadas percorreram nesta quarta-feira, 4, comunidades da zona oeste do Rio afetadas pela construção da Transoeste, uma via expressa que liga a Barra da Tijuca a Santa Cruz e Campo Grande. O objetivo foi recolher relatos de moradores removidos desnecessariamente ou que ainda não receberam indenização.

FÁBIO GRELLET, Agência Estado

04 de setembro de 2013 | 20h48

Os depoimentos serão encaminhados ao Ministério Público (MP), anexados a processos em curso na Justiça e entregues a vereadores para justificar a convocação de uma audiência pública sobre as remoções. "Contestamos não apenas a forma como essas remoções aconteceram, com graves denúncias de violação de direitos, mas também a motivação. As comunidades da Transoeste são exemplos concretos de remoções que obedecem a lógica do mercado imobiliário. Muitos terrenos não foram utilizados para as obras e vários empreendimentos estão sendo lançados na região", disse Marcelo Edmundo, do Comitê Popular da Copa e Olimpíadas.

Mais conteúdo sobre:
RemoçõesCopaRio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.