Companhias aéreas são multadas por atendimento inadequado

Só a TAM vai ter de pagar duas multas de mais de R$ 3 milhões em dois processos que responde no DPDC

ISABEL SOBRAL, Agencia Estado

09 de outubro de 2007 | 12h52

O Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC) do Ministério da Justiça aplicou nesta terça-feira, 9, multas às companhias aéreas TAM, Ocean Air e BRA por elas não terem atendido adequadamente os usuários de vôos que atrasaram mais de quatro horas. As empresas são acusadas de não prestar o adequado apoio na prestação de informações e assistência aos passageiros. Segundo despachos do diretor do DPDC, Ricardo Morishita, publicados no Diário Oficial da União, as condutas das empresas ferem o Código Brasileiro de Aeronáutica.A companhia TAM está sendo alvo de dois processos, pelos quais foi multada em R$ 2,379 milhões e R$ 992,800 mil, respectivamente. A empresa Ocean Air também responde a dois processos e foi multada em R$ 32,342 mil, em cada um. A BRA responde a um processo, pelo qual foi punida com multa de R$ 140,688 mil. Os valores das multas deverão ser depositados no Fundo de Direitos Difusos (FDD), vinculado ao Ministério da Justiça.As empresas áreas foram alvo de fiscalização dos órgãos de defesa do consumidor este ano por causa dos constantes atrasos e cancelamentos de vôos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.