NYT
NYT

Compras irresistíveis mesmo com o dólar alto

Ir a Miami, para o brasileiro, significa comprar. E ainda há itens com boa relação custo-benefício

O Estado de S.Paulo

24 de maio de 2016 | 02h50

Por mais que as artes estejam mudando a cara de Miami, comprar ainda é uma atividade enraizada na cidade. Seja atrás de bons preços e pechinchas nos outlets ou nas pomposas lojas de grandes grifes, prevalece a fama de lugar para fazer bons negócios. E mesmo com o dólar ainda em alta, muitos produtos, como roupas, eletrônicos e artigos de enxoval para bebê continuam valendo a pena. O grande problema é como fazer todos os desejos caberem dentro da mala, do limite de peso da empresa aérea e na cota de US$ 500 permitida pela Receita Federal. Reunimos aqui algumas opções.

Dolphin Mall 

A 25 quilômetros do centro de Miami, é a melhor opção de outlet à curta distância. No site há uma lista de roteiros de vans regulares que levam os visitantes desde Downtown ou Miami Beach. Conta com mais de 240 lojas de roupas, eletrônicos, sapatos, óticas, malas e decoração espalhadas por uma área imensa. Entre as marcas célebres, Armani Exchange, Calvin Klein e Tommy Hilfiger. Além de cupons de desconto, pegue um mapa no guichê de informações na entrada, pesquise as marcas que mais interessam e estabeleça um roteiro conforme seus interesses. Um alerta até para os menos consumistas: o tempo voa nesse lugar, fique atento ao relógio. 

Miami Design District 

Repleto de grifes de peso, esse shopping a céu aberto tem planos ambiciosos e pretende ser o novo epicentro do luxo e sofisticação de Miami. Lojas como Hermès, Dior e Fendi são atrações não só pelos produtos, mas pela inovação arquitetônica. Entre respeitadas galerias de artes, restaurantes, bares e lojas de design e mobiliário, deve ter cerca de 120 estabelecimentos até 2017. 

Bal Harbour Shops

Antes do surgimento do Design District, junto com o Aventura Mall, o Bal Harbour Shops era o principal centro comercial de luxo da cidade. Apesar da concorrência, Channel, Valentino e Versace ainda estão por aqui e as Ferraris e Rolls-Royces estacionados na porta parecem indicar que as grifes não irão embora tão cedo. Lugar perfeito para cartões de crédito com poucas restrições orçamentárias. 

Dadeland Mall

Discreto e um pouco fora de mão, pode ser alternativa para quem estiver nos lados de Coral Gables ou Coconut Grove. Apesar de ter marcas de luxo como Louis Vuitton e Mont Blanc, também conta com a maior parte das lojas mais cobiçadas por brasileiros, como Apple, Guess e Gap. O acesso por meio do Metrorail é fácil e rápido. 

Sawgrass Mills 

O maior de todos os outlets dos arredores de Miami reúne 350 lojas, sendo 60 delas exclusivas. Os preços são imbatíveis. Marcas como Hugo Boss, Bloomingdale’s, Gucci e Prada têm aqui suas únicas pontas de estoque no sul da Flórida. Separe um ou dois dias inteiros, pois há muito o que ver e ofertas a garimpar. Fica a cerca de uma hora de Downtown – há serviços de van (US$ 25; reserve em sawgrassexpress.com). 

Tudo o que sabemos sobre:
MiamiFlóridaEstados Unidos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.