Conab reduz estimativas de safras de soja e milho

A safra de soja do Brasil em 2008/09 foi estimada nesta segunda-feira em 57,1 milhões de toneladas, ante 57,6 milhões de toneladas na previsão de maio, informou a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

REUTERS

08 de junho de 2009 | 11h05

A estatal também reduziu a sua estimativa de produção de milho, para 49,9 milhões de toneladas, contra 51,4 milhões de toneladas no mês passado, devido a problemas climáticos.

De acordo com a Conab, a safra 2008/09 foi afetada por seca no Sul e excesso de chuvas no Nordeste.

"Mesmo diante de todas as adversidades climáticas, o Brasil vai colher a segunda maior safra da história", ponderou o presidente da estatal, Wagner Rossi, em um comunicado.

A colheita de soja e da primeira safra de milho 08/09 está praticamente finalizada no país.

O nono levantamento da Conab mostra uma queda de 6,9 por cento na produção de grãos do país, para 134,15 milhões de toneladas, ante um recorde de 144,11 milhões na temporada anterior.

Em 2007/08, o Brasil obteve safras recordes de soja e milho, colhendo 60 milhões e 58,6 milhões de toneladas, respectivamente.

Os principais Estados produtores da segunda safra de milho, Mato Grosso e Paraná, estão em processo de colheita. No caso do Paraná, a chamada safrinha também foi afetada pela falta de chuva.

A queda na produção total em 08/09 ocorre apesar de um ligeiro crescimento na área, de 47,4 milhões de hectares, em 07/08, para 47,6 milhões de hectares.

"Responsável por 39,89 por cento da produção nacional, o Sul é a área mais prejudicada pelo clima, com diminuição de 10,2 por cento da produção, estimada agora em 53,52 milhões de toneladas", informou a estatal.

O Centro-Oeste deverá produzir 48,04 milhões de toneladas de grãos em 08/09, queda de 4,8 por cento ante 07/08.

"Das 14 culturas avaliadas pela Conab, apenas o arroz registra crescimento. Com mais de 80 por cento da colheita concluída, a produção será de 12,74 milhões de toneladas, um recorde nacional", destacou a estatal, observando que o resultado supera o obtido no ciclo passado.

TRIGO E ALGODÃO

Já a safra de trigo em 2009, cujo plantio ainda está se desenvolvendo, foi prevista pela Conab em 5,6 milhões de toneladas, ante 5,5 milhões de toneladas na projeção de maio.

No ano passado, o Brasil teve uma safra abundante do cereal, de 6 milhões de toneladas.

"Com o retorno das chuvas e a safra de verão encerrada na região centro-sul, os produtores estão se voltando para a implantação das lavouras de inverno, tendo como principal cultura o trigo", observou a Conab, que prevê uma redução de 15,8 por cento na produção do Rio Grande do Sul, onde a área deve ser menor.

A safra do Paraná, maior produtor nacional, deverá ficar praticamente estável, em 3,14 milhões de toneladas em 08/09.

Já a safra de algodão do Brasil em 08/09 deverá somar 1,19 milhão de toneladas da pluma, ante 1,6 milhão de toneladas em 07/08.

"A área plantada (com algodão) nesta safra foi reduzida em 22,7 por cento, comparativamente à safra anterior. Fatores como a falta de crédito, o baixo preço do produto, induzindo o produtor à migração para a soja, motivaram tal redução", explicou a estatal.

(Por Roberto Samora)

Mais conteúdo sobre:
COMMODSGRAOSCONABATUA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.