Conar decide suspender publicidade contra sacolas }

O Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar) decidiu, por unanimidade, que a Associação Paulista de Supermercados (Apas) deve suspender imediatamente sua campanha publicitária contra as sacolas plásticas. A representação foi feita pela Plastivida Instituto Socioambiental dos Plásticos, com base no Código Brasileiro de Autorregulamentação Publicitária. O código tem um anexo sobre "apelos de sustentabilidade" na publicidade no Brasil. A campanha Vamos Tirar o Planeta do Sufoco, que visa a banir as sacolinhas plásticas dos supermercados, ganhou a adesão de quase 80% dos supermercados do Estado depois da assinatura de um acordo entre a Apas e o governo estadual, no ano passado.

O Estado de S.Paulo

10 Março 2012 | 03h04

"Vamos pedir, no Judiciário, o ressarcimento dos prejuízos que a campanha causou, como a perda de empregos e as dificuldades que as empresas tiveram com compra de matéria-prima e desova de estoque", afirma o advogado da Plastivida, Jorge Kaimoti. Além disso, a Plastivida vai à Justiça requerer a contrapropaganda (veicular mensagem nos mesmos lugares usados pela Apas e pelo mesmo tempo).

De acordo com a assessoria de imprensa do Conar, a decisão foi dada em primeira instância e ainda cabe recurso por parte da Apas. Enquanto ela não recorrer, fica impedida de veicular a propaganda. Em nota, a Apas afirma que só tomará medidas depois de saber formalmente as razões que levaram o Conar a suspender a campanha. / KARINA NINNI e GIOVANA GIRARDI

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.