Condenados em SP acusados de matar diretor da Friboi

Dois acusados do assassinato de Humberto de Campos Magalhães, diretor do grupo JBS Friboi, foram condenados ontem. Paulo dos Santos e Osmar Gonzaga Lima vão cumprir 20 anos de prisão em regime fechado. Eles já possuíam antecedentes criminais e renunciaram ao direito de recurso.

MARCELA GONSALVES, Agência Estado

08 de abril de 2011 | 15h23

Lima é acusado de fornecer a arma utilizada para cometer o crime e Santos, por ter efetuado os disparos contra a vítima. Em sua decisão, a juíza Eliana Mello, responsável pelo caso no Tribunal do Júri de São Paulo, salientou "a repugnância e frieza da ação por eles praticada, ao ceifar a vida de uma pessoa que sequer conheciam".

Além deles, Kairon Vaufer Alves e Giselma Carmem Campos Carneiro Magalhães, ex-mulher de Humberto, também são acusados de envolvimento no crime, que ocorreu em dezembro de 2008.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.