Confirmado novo foco de febre aftosa no noroeste da China

O Ministério de Agricultura chinês confirmou um novo foco de febre aftosa na província noroeste de Qinghai, que obrigou a sacrificar 19 cabeças de gado e dois porcos, informou a agência oficial Xinhua.Trata-se do terceiro foco de febre aftosa confirmado este ano na China, uma doença viral muito contagiosa que afeta vacas, porcos e cordeiros, entre outros animais, e da qual em 2005 foram registrados vários casos em diferentes pontos do país, com sacrifícios maciços de animais.Segundo o Ministério, o último foco está sob controle e se ordenou a imediata desinfecção e quarentena do lugar afetado, assim como a vacinação de todos os animais vulneráveis na região.Precisamente este ano, a China impôs restrições a todas as importações de carne bovina, suína e ovina do Brasil por causa dos focos de febre aftosa detectados nesse país, cujos criadores de gado e frigoríficos, no entanto, têm o gigante asiático como um de seus principais objetivos.Embora Pequim defenda que a febre aftosa é pouco freqüente na China, analistas de outras nações acham que o país asiático pode ser a origem da epidemia da doença.

Agencia Estado,

13 de março de 2006 | 01h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.