Conflito na Ucrânia leva mais de 1 milhão a sair de casa, diz Acnur

Segundo Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, pelo menos 814 de ucranianos se encontram na Rússia sob diferentes condições

REUTERS

02 Setembro 2014 | 08h19

Mais de 1 milhão de pessoas foram forçadas a sair de casa devido ao conflito na Ucrânia, incluindo 814.000 ucranianos que estão agora na Rússia em diferentes condições, disse o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur), nesta terça-feira.

O número de desalojados dentro da Ucrânia devido ao conflito quase dobrou nas últimas três semanas para ao menos 260.000, e há mais pessoas fugindo, disse um pouco antes a agência da ONU a repórteres em Genebra.

"É seguro dizer que há agora mais de 1 milhão de pessoas desalojadas como resultado do conflito, interna e externamente, em conjunto", disse Vincent Cochetel, diretor do Acnur para a Europa, a jornalistas.

"Quero dizer, 260.000 na Ucrânia, uma estimativa por baixo, 814.000 na Rússia, e então você acrescenta o restante.. na Belarus, Moldávia, União Europeia."

(Reportagem de Stephanie Nebehay)

Mais conteúdo sobre:
UCRANIAREFUGIADOSMAISDE1MILHAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.