Conflito no Brás, em SP, afugenta clientela

Os conflitos entre ambulantes e Polícia Militar (PM), que vêm se repetindo ao longo desta semana no Brás, zona central de São Paulo, já estão afugentando a principal clientela da região: sacoleiros de outros Estados. Nos últimos dois dias, empresas de excursão têm chegado à capital com metade dos passageiros previstos, após muitos cancelarem a viagem na última hora.

AE, Agência Estado

27 Outubro 2011 | 22h33

"Eu estava com 40 lojistas confirmados. Assim que começaram as notícias na televisão, eles foram ligando para cancelar. Quando eram só 27, pensei: se mais um cancelar, vou suspender a viagem", disse a guia Eva Marques, de 39 anos, que trabalha para uma empresa de Belo Horizonte.

Maria Aparecida Rodrigues de Souza, de 50 anos, viria com dois ônibus de lojistas de Curitiba para fazer compras na Feirinha da Madrugada hoje. "Mas acabamos vindo com apenas um. Além do medo da violência, as pessoas não querem encontrar lojas fechadas e perder a viagem". Poucas horas antes do embarque, 16 passageiros de Maria Aparecida desistiram. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.