Confronto entre PM e traficantes deixa 5 mortos no Rio

Uma perseguição seguida de um intenso tiroteio deixou, por volta das 22 horas de ontem, um saldo de cinco mortos e outras cinco feridas na Penha, zona norte do Rio.

RICARDO VALOTA, Agencia Estado

04 Julho 2009 | 07h21

Segundo policiais, tudo começou na Avenida Brás de Pina, próximo da Rua Cajá, onde policiais militares do 16º Batalhão cruzaram com um comboio de carros supostamente ocupados por traficantes que deixavam a Vila Cruzeiro, no complexo de favelas da Penha.

Tiveram início então a perseguição e uma troca de tiros. Movido a gás natural, um Honda Fit dos criminosos acabou explodindo. Um dos traficantes morreu carbonizado.

Um segundo integrante do grupo, Alexandre Cardoso de Souza, de 29 anos, foi baleado em uma das pernas e detido no local. Outros quatro supostos bandidos fugiram a pé e tentaram se refugiar numa casa, onde estavam três adultos e uma criança.

Num suposto novo tiroteio, o grupo foi baleado e morreu. Dois policiais militares e uma mulher, identificada como Fátima Regina Miranda Pereira, de 46 anos, foi atingida de raspão no rosto. Ela e os PMs passam bem.

Em um dos veículos da quadrilha os policiais apreenderam granadas, pistolas, fuzis, metralhadora e munição. A polícia suspeita que o comboio seguia para o Morro do Juramento.

Mais conteúdo sobre:
violênciaRio de Janeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.