Confronto na UnB deixa estudantes e seguranças feridos

Prédio está ocupado desde quinta-feira, em protesto pelos R$ 470 mil gastos pelo reitor com itens luxuosos

O Estado de S. Paulo,

08 de abril de 2008 | 09h10

Pancadaria e confronto entre seguranças e estudantes, com feridos dos dois lados, emperraram na segunda-feira, 7, ainda mais o diálogo com os invasores da reitoria da Universidade de Brasília (UnB). O prédio está ocupado desde a quinta-feira pelos alunos, em protesto pelos R$ 470 mil gastos em itens luxuosos na decoração do apartamento do reitor Timothy Mulholland. A verba deveria ir para pesquisa científica. Dos 100 jovens que inicialmente ocuparam duas salas do edifício, agora são mais de mil universitários, em todas as alas da reitoria.   Veja também: Estudantes resistem na UnB e trocam socos com seguranças   Reitor da UnB aceita parte das reivindicações  Justiça manda estudantes desocuparem Reitoria da UnB De acordo com o Diretório Central dos Estudantes, 1.300 alunos participaram de uma assembléia, na qual ficou decidido que a invasão continuaria. Em seguida, o aluno Flávio Macedo provocou um segurança. Foi perseguido por vários funcionários e agredido com tapas. Ao final do confronto, seis seguranças e alguns estudantes estavam feridos. "Não queremos ninguém machucado", dizia o estudante Yuri Soares, de 22 anos, um dos líderes.No final da tarde, o próprio movimento estudantil admitiu excessos dos dois lados. Apesar disso, reforçou que a ocupação era pacífica e nada no prédio havia sido destruído.

Tudo o que sabemos sobre:
Ocupação UnB

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.