Confronto no Complexo da Maré (RJ) deixa três mortos

Dois supostos criminosos e um sargento da PM morreram hoje à tarde em confronto na favela Vila dos Pinheiros, no Complexo da Maré, zona norte do Rio de Janeiro.

AE, Agencia Estado

11 de junho de 2009 | 20h48

Até o início da noite, o primeiro-tenente baleado na cabeça durante a operação, identificado como Alexandre Alves de Lima, respirava por meio de aparelhos no Hospital Geral de Bonsucesso (HGB), em estado gravíssimo. Outros três homens foram baleados por policiais e levados para o Hospital Getúlio Vargas (HGV), na Penha, que não informou o estado deles.

A Maré está ocupada há duas semanas pela polícia. Apesar de a PM ter informado que os cinco baleados foram socorridos, a Assessoria de Imprensa do HGB informou que os dois levados para lá já chegaram mortos. Até as 20 horas o HGV não tinha divulgado informações sobre os três feridos.

Segundo a PM, policiais do 22.º BPM foram à Vila dos Pinheiros para "checar a denúncia de que havia marginais fortemente armados" na comunidade. Eles estavam divididos em três guarnições e contavam com o apoio de um carro blindado. De acordo com a PM, houve reação armada. Logo em seguida chegou reforço do Batalhão de Operações Especiais (Bope), que participa da ocupação.

Segundo informações da polícia, foram apreendidos 4 fuzis e uma pistola.

Mais conteúdo sobre:
violênciaRio de Janeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.