Confrontos por controle de água e terra matam 10 no Quênia

Confrontos pelo controle de terras para pastagem e fontes de água em região afetada pelas secas no norte do Quênia mataram ao menos 10 pessoas neste sábado, disseram policiais.

REUTERS

25 Junho 2011 | 14h29

Segundo a polícia e líderes locais, os combates ocorreram na região da fronteira entre os distritos de Isiolo e Samburu, uma área sujeita a secas e que tem sido marcada por violentos confrontos pelo controle dos recursos naturais nos últimos anos.

Marcus Ochala, vice-diretor da polícia para a província Leste, disse à Reuters que seis invasores e quatro pastores locais foram mortos, mais pessoas ficaram feridas e o número de mortes poderia aumentar.

O líder local Abdullahi Golicha confirmou o total de mortes em 10, dividindo o número entre invasores e pastores. Segundo ele, os confrontos ainda estavam acontecendo e, portanto, esse índice poderia aumentar.

Em maio, cerca de 20 pessoas morreram em confrontos entre invasores da Etiópia e homens de tribos no norte do Quênia, incitando os dois países a aumentarem a segurança ao longo de suas fronteiras.

(Reportagemd e Noor Ali)

Mais conteúdo sobre:
QUENIA CONFRONTOS TERRA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.