Conselho investiga gravidez de menina de 11 anos

O Conselho Tutelar de Santa Luzia, na região metropolitana de Belo Horizontes, pediu instauração de inquérito por parte do Ministério Público para apurar a responsabilidade pela gravidez de uma menina de 11 anos, vítima de abuso sexual, que espera gêmeos. As suspeitas, de acordo com o conselho, recaem sobre o padrasto da menina que está desaparecido há três meses, desde que a gestação foi descoberta.

IVANA MOREIRA, Agência Estado

25 de maio de 2010 | 20h06

A menina foi internada às pressas, ontem à noite, no Hospital Sofia Feldman, na capital mineira. Por causa da gravidade do caso, os médicos preferiram manter a menor em observação.

Tudo o que sabemos sobre:
gravidezMinas Geraiscriançapadrasto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.