Consórcio resgata fauna de região de hidrelétrica

Os programas Monitoramento e Conservação da Fauna e Resgate e Salvamento Científico da Fauna, da Usina Hidrelétrica de Mauá (PR), resgataram mais de 2,3 mil animais e 620 ninhos de abelhas nativas, segundo o Consórcio Energético Cruzeiro do Sul, responsável pelas obras da hidrelétrica. Elas são alvo de sete ações por parte do Ministério Público Federal do Paraná. O consórcio afirma que as obras seguem padrões de segurança e não atingem terras indígenas demarcadas. Diz também que tampou as minas de carvão desativadas que ficam no fundo do lago (a ser inundado) e removeu 270 mil m³ de rejeitos de carvão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.