Conta de luz cairá mais que prometido por Dilma, diz fonte

A presidente Dilma Rousseff anunciará nesta quarta-feira, em pronunciamento, que a conta de luz cairá mais do que o prometido em setembro passado, com a redução para residências de 18,5 por cento na média, disse à Reuters uma fonte do governo a par do assunto.

Reuters

23 de janeiro de 2013 | 13h48

Segundo a fonte, que falou sob condição de anonimato, a tarifa de energia para a indústria cairá de 32 a 34 por cento.

Inicialmente, o governo pretendia garantir uma redução da conta de luz de cerca de 16 por cento para residências e de até 28 por cento para indústrias.

Segundo essa mesma fonte, a diferença será paga pelo Tesouro Nacional, que elevará os aporte anual para cobrir a conta dos 3,3 bilhões de reais previstos inicialmente para mais de 8 bilhões de reais.

As novas tarifas das distribuidoras, já com os descontos, serão votadas na quinta-feira, a partir das 10h, pela diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), em processo de revisão tarifária extraordinária.

Os descontos entrarão em vigor em 5 de fevereiro.

(Por Leonardo Goy)

Mais conteúdo sobre:
ENERGIAQUEDADILMAATUA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.