Continua greve dos metroviários em Belo Horizonte

Os metroviários de Belo Horizonte terminaram o quarto dia de greve nesta quinta-feira sem previsão de voltar ao trabalho. Eles cruzaram os braços na segunda-feira (14), mas, desde o dia seguinte, o serviço voltou a funcionar das 5h20 às 8h30 e entre 17 horas e 19h30 por determinação do Tribunal Regional do Trabalho (TRT). No fim de semana, o metrô funcionará apenas na parte da manhã do sábado (19).

MARCELO PORTELA, Agência Estado

17 Maio 2012 | 19h49

A greve deve durar pelo menos até a próxima semana, quando está marcada nova reunião dos trabalhadores com representante da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), responsável pelo gerenciamento do metrô na capital mineira. Os metroviários reivindicam aumento de 5,74%, adicional noturno de 50%, plano de saúde integral e participação nos lucros. Até o momento, a CBTU não fez nenhuma contraproposta e afirmou apenas que um acordo coletivo está em negociação com todos operadores do sistema.

O metrô de Belo Horizonte transporta cerca de 215 mil pessoas por dia. Para reduzir o impacto da redução na oferta do serviço, a BHTrans, que gerencia o transporte público na capital, e o Departamento de Estradas de Rodagem de Minas (DER-MG) criaram linhas de ônibus especiais próximos às estações do metrô.

Mais conteúdo sobre:
metrôgreveBH

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.