Contra frio, Zoológico de SP dá cobertores a animais

A previsão é de temperatura mínima de 9°C hoje na capital. Se nas ruas será mais um dia de casacos pesados, no Zoológico de São Paulo veterinários buscam saídas para aquecer os animais.

AE, Agência Estado

16 Junho 2011 | 11h44

A família de chimpanzés, formada por dez animais, ficou resfriada na semana passada. "Damos cobertores, mas eles passam o dia inteiro na área aberta. E ainda molham o cobertor e o usam úmido", diz a veterinária Cláudia Rossi Ontivero.

Filhotes foram os que mais tossiram e espirraram. Para aplicar a medicação nos chimpanzés, veterinários usam uma receita de bolo de ração de primatas. "Misturamos remédios a mel, melaço, ração, frutinhas. E eles comem. Se for comprimido ou o xarope no copo, não vão tomar", diz Claudia.

Também muito sensíveis ao frio, aves ganham aquecimento com cobertura de plástico na gaiola e tocas de madeira. Já a casa dos tamanduás foi forrada com feno. Ali, passam boa parte do dia dormindo. Ainda precisam de atenção répteis e anfíbios, que não produzem calor. Em temperatura baixa, eles ficam parados e não conseguem se defender. Na piscina das tartarugas, foi instalada resistência para que a água permaneça a 25°C. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Mais conteúdo sobre:
zoológico frio animais cobertores SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.