Convidados enfrentam fila para ouvir papa no hospital

É longa a espera dos convidados para a visita do papa Francisco ao Hospital São Francisco de Assis, na Tijuca (zona norte do Rio). A previsão é que o pontífice chegue ao local por volta das 18h30, mas desde as 13h30 já havia uma fila na escadaria da instituição.

MARIANA DURÃO E LUCIANA NUNES LEAL, Agência Estado

24 de julho de 2013 | 17h01

Há uma lista de 1.500 convidados para uma palestra que o papa dará no hospital, mas a previsão é que esse número aumente, porque muitos funcionários do hospital permanecem na unidade. A administração do hospital distribui capas de chuva para todos os convidados, porque a solenidade de recepção ao papa acontecerá em uma área aberta e chove forte nesta tarde na zona norte.

Um atraso durante a varredura feita pela Polícia Federal no hospital deixou na chuva dezenas de convidados, entre eles 13 freiras de ordens franciscanas. Houve um tumulto quando a porta foi aberta, por volta das 16 horas.

O frei Paulo Sérgio Fernandes, da Paróquia de São Francisco de Assis, do Rio, veio com uma delegação de dez pessoas. "Houve um encontro da família franciscana na igreja dos capuchinhos. Eram cerca de 600 pessoas do Brasil todo e de outros países." Segundo ele, as ordens franciscanas tiveram prioridade na distribuição dos convites para essa visita do papa ao hospital.

"A visita do papa é uma prova de que estamos no caminho certo", disse o frade Cícero Lucena Dantas, que chegou ao Rio às 4 horas desta quarta-feira, vindo com outros 60 religiosos do interior de São Paulo. Frei Cícero pertence à fraternidade São Francisco de Assis na Providência de Deus, que administra uma série de hospitais em todo o País.

No Hospital São Francisco, o papa conversará com jovens que se submetem ao tratamento contra a dependência química. Uma nova unidade dessa especialidade será inaugurada no mês que vem.

Mais conteúdo sobre:
papahospitalespera

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.