Cooperativa envolvida em fraude retoma produção de leite

O Ministério da Agricultura autorizou nesta quinta-feira, a Cooperativa Agropecuária do Vale do Rio Grande (Copervale) da cidade mineira de Uberaba a voltar a produzir leite longa vida. A produção estava paralisada desde outubro do ano passado, quando a Polícia Federal (PF) descobriu um esquema de adulteração do produto com a adição de produtos químicos como acetona, soda cáustica e soro em sua formulação.A Copervale já vinha produzindo cerca de 12 mil litros de leite tipo C (de "saquinho") por dia e todos os derivados do leite, como queijos e requeijão. Em uma semana, o leite longa vida com a marca Centenário deve voltar a ser comercializada. Inicialmente, a empresa deverá produzir 50 mil litros de leite ao dia. Antes da operação da PF, a produção diária era de 120 mil litros.Segundo o presidente da entidade, Antônio Bernardes Neto, o produto volta ao mercado "melhor que antes". Ele justificou que agora existe fiscalização rígida, desde a produção na fazenda até a indústria. "Podem analisar o quanto for. O que constar na embalagem é o que os consumidores terão no produto", afirmou. Durante os 87 dias de paralisação, a Copervale deixou de comercializar cerca de 2 milhões de litros de leite, que acarretam prejuízo na ordem de R$ 3 milhões.

RENATO ALVES, Agencia Estado

17 de janeiro de 2008 | 16h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.