Coordenador deixa Defesa Civil após falso acidente aéreo

Ele foi apontado por emissoras como a autoridade que confirmou um acidente aéreo, há uma semana

da Redação, estadao.com.br

29 de maio de 2008 | 09h14

O coordenador da Defesa Civil, Jair Pacca de Lima, pediu exoneração do cargo, na quarta-feira, 28. Ele foi apontado por emissoras de televisão como a autoridade que confirmou um acidente aéreo, há uma semana, em Moema, na zona sul de São Paulo. Em vez de um acidente, o que ocorreu foi um incêndio em uma loja de colchões.O incêndio que deixou duas pessoas feridas e atrapalhou o trânsito na região do Aeroporto de Congonhas chegou a ser noticiado como uma queda de aeronave. A Record News e a Record acusaram a Defesa Civil de ser a fonte. "Nunca confirmei nada disso. Nem poderia dar essa informação", disse Lima. Questionado sobre os motivos da saída, ele citou a exoneração do coronel Alberto Silveira, outro integrante de sua equipe. Pacca de Lima coordenou, no ano passado, os trabalhos de resgate nos acidentes da cratera do Metrô, em Pinheiros, e da TAM, em Congonhas.

Mais conteúdo sobre:
Defesa CivilPaca de Lima

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.