Copom eleva Selic a 7,50% e inicia ciclo de aperto monetário

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central decidiu nesta quarta-feira elevar a Selic a 7,50 por cento ao ano, tirando-a do piso histórico de 7,25 por cento ao ano.

Reuters

17 de abril de 2013 | 20h13

A decisão foi dividida, com seis diretores optando pela alta de 0,25 ponto percentual e outros dois por manutenção.

"O Comitê avalia que o nível elevado da inflação e a dispersão de aumentos de preços, entre outros fatores, contribuem para que a inflação mostre resistência e ensejam uma resposta da política monetária. Por outro lado, o Copom pondera que incertezas internas e, principalmente, externas cercam o cenário prospectivo para a inflação e recomendam que a política monetária seja administrada com cautela", informou o Copom por meio de comunicado.

Pesquisa da Reuters mostrou nesta quarta-feira que, pela mediana dos 58 economistas consultados, a taxa básica de juros iria a 7,50 por cento ao ano. Mas as apostas de alta deixavam claro que havia divisão nas contas: 26 deles acreditavam que a alta seria de 0,25 ponto percentual; 12 previam aumento de 0,50 ponto; e 20 esperam que a Selic não seria mexida.

(Reportagem de Luciana Otoni e Alonso Soto)

Tudo o que sabemos sobre:
BACENCOPOMALTA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.