Coreia diz ter apreendido pílulas com 'carne humana'

Autoridades sul-coreanas afirmam ter interceptado mais de 17 mil pílulas chinesas; China vai investigar.

BBC Brasil, BBC

08 Maio 2012 | 16h12

Autoridades da Coreia do Sul afirmaram ter apreendido desde agosto do ano passado mais de 17 mil cápsulas feitas com restos de corpos humanos.

As pílulas - supostamente de procedência chinesa - estariam contaminadas com superbactérias e sua ingestão seria perigosa.

As autoridades sul-coreanas dizem que as cápsulas são provenientes do noroeste chinês, mas o governo da China afirmou que vai investigar o caso, uma vez que não teria encontrado qualquer indício de sua fabricação no país.

A alfândega sul-coreana reforçou o controle sobre medicamentos que chegam da China desde a descoberta das primeiras pílulas.

O contrabando das drogas, vendidas como pilulas energéticas, estaria aumentando, ainda segundo os sul-coreanos. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.