KCNA/Efe
KCNA/Efe

Coreia do Norte celebra aniversário de fundador e tensão diminui

Durante comemoração, Pyongyang abandonou as ameaças de guerra contra EUA e Coreia do Sul

Reuters

15 de abril de 2013 | 09h19

SEUL - A Coreia do Norte comemorou nesta segunda-feira, 15, o aniversário de nascimento do seu fundador e abandonou as ameaças de guerra contra os Estados Unidos e a Coreia do Sul, aliviando as tensões em uma região que parecia à beira de um conflito.

O Norte tem feito ameaças de ataques nucleares aos Estados Unidos, Coreia do Sul e Japão após ter sofrido novas sanções da ONU em resposta ao seu teste mais recente com armas nucleares, em fevereiro.

Muitos observadores da Coreia do Norte esperavam um grande desfile militar para exibir as Forças Armadas do país no "Dia do Sol", a data em que o fundador Kim Il-Sung nasceu.

Mas nesta segunda-feira, o aniversário de 101 anos de nascimento de Kim foi marcado na capital do Norte, Pyongyang, por um festival de flores com o nome de Kim.

Em contraste com a semana de provocações contra os seus inimigos, a mídia estatal norte-coreana fez quase nenhuma menção ao conflito. "A Coreia do Sul e os Estados Unidos enviaram uma mensagem de diálogo, então por ora o Norte muda para esse estado", disse Yang Moo-jin, da Universidade de Estudos sobre a Coreia do Norte, em Seul.

Os Estados Unidos ofereceram negociações, mas sob a pré-condição de que a Coreia do Norte abandone suas ambições com armas nucleares. A Coreia do Norte considera seu armamento nuclear como uma "espada preciosa" e prometeu nunca desistir dele.

Tudo o que sabemos sobre:
Coreia do NorteCoreia do SulEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.