Coreia do Sul enviará tropas e engenheiros ao Afeganistão

A Coreia do Sul irá enviar um contingente policial de segurança e tropas ao Afeganistão para proteger o trabalho de uma nova e maior equipe de engenheiros civis, afirmou o Ministério do Exterior nesta sexta-feira.

REUTERS

30 Outubro 2009 | 10h14

O país não permitirá que as tropas se engajem em operações de combate, disse um porta-voz do Ministério. Seul tem estado sob pressão para contribuir com tropas com as operações chefiadas pelos Estados Unidos no Afeganistão, mas disse que não irá enviar forças de combate.

Há uma semana o secretário de Defesa dos Estados Unidos, Robert Gares, visitou o país e aliviou potenciais pontos de atrito antes da visita do presidente Barack Obama a Seul no próximo mês.

A Coreia do Sul retirou cerca de 200 engenheiros militares e médicos do Afeganistão depois que 23 missionários sul-coreanos foram sequestrados e dois morreram pelas mãos do Taliban em 2007.

"A equipe que planejamos criar deve ajudar na reconstrução geral em uma das províncias do Afeganistão... além da equipe existente de treinamento médico que operamos na base aérea norte-americana de Bagram", afirmou o porta-voz do ministério Moon Tae-young em conferência de imprensa.

Um representante afirmou que a força será grande o bastante para proteger o grupo de pelo menos 130 trabalhadores de reconstrução.

Os Estados Unidos possuem 65 mil militares no Afeganistão e esse número deve chegar a 68 mil este ano. Outras nações, principalmente aliados da OTAN, possuem cerca de 39 mil militares no país.

(Reportagem de Jack Kim)

Mais conteúdo sobre:
COREIADOSUL TROPAS AFEGANISTAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.