Corinthians joga por fim de jejum

Mano tem três títulos no clube, mas nunca venceu rival

Fábio Hecico, O Estadao de S.Paulo

31 Outubro 2009 | 00h00

Mano Menezes chegou ao Corinthians prometendo fazer o time recuperar o respeito, depois do rebaixamento. Pegou um elenco cabisbaixo, alvo de piadas. Prestes a completar dois anos no clube, já ergueu três títulos, conquistou vaga na Libertadores de 2010, mas ainda tem um vazio no currículo: falta vencer o Palmeiras.

Amanhã, em Presidente Prudente, o time tenta pôr fim a jejum de seis jogos sem ganhar do arquirrival - a última vitória foi por um 1 a 0, em 2006. São cinco derrotas e um empate, três sob o comando do técnico. A expectativa dos corintianos no duelo é tão grande que Mano põe o jogo como um dos mais valiosos para a equipe no Brasileiro. "É um dos jogos mais importantes, a identidade do clube é o que o torcedor pensa. E ele pensa nisso (acabar com o tabu). Temos de fazer o possível para atender a essa expectativa", disse.

Dificilmente Mano Menezes aparece tão radiante para um confronto. Prega respeito , evita discurso provocativo. Desta vez, entrou no clima de dérbi. "Acho importante vencer todos os grandes adversários e desde minha chegada aqui ainda não superamos o Palmeiras", afirmou, sem, no entanto, falar em prejudicar o adversário na briga pelo título. "A rivalidade existe, mas o mais importante é a gente querer fazer o resultado, retomar as vitórias."

Para o clássico, o treinador não contará com seus dois laterais titulares. Alessandro passou por cirurgia na face, ontem, e não joga mais na temporada e Marcelo Oliveira está com lesão no músculo posterior da coxa esquerda. Jucilei e Balbuena serão os alas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.