Corpo de brasileira em Londres passa por exames adicionais

Autópsia não revelou causa da morte da catarinense Lucinéia de Lima.

BBC Brasil, BBC

17 de outubro de 2007 | 17h45

A autópsia realizada no corpo da brasileira Lucinéia de Lima, encontrada morta em seu apartamento em Londres na segunda-feira, não foi suficiente para estabelecer a causa da sua morte, segundo informações da Scotland Yard.De acordo com a polícia britânica, exames adicionais estão sendo realizados a fim de descobrir o que levou a estudante catarinense de 30 anos à morte. Os resultados deverão sair até quinta-feira.A informação foi confirmada pelo cônsul-adjunto do Brasil em Londres, Cícero Garcia, por meio de nota, em que diz que "teriam sido enviadas amostras de órgãos vitais para análises laboratoriais" com o objetivo de estabelecer a causa mortis.De acordo com a nota, a autoridade responsável pela investigação de mortes por causas aparentemente não naturais na Grã-Bretanha (chamada de Coroner's Office) informou não haver previsão para a liberação do corpo de Lucinéia, mas acrescentou que isso não deverá ocorrer nesta semana.O cônsul afirma ainda que a família, que vive em Blumenau (SC) tem sido informada pelo consulado "de todos os detalhes relevantes sobre o caso e das providências que terá que tomar, principalmente no que diz respeito à liberação do corpo".O corpo de Lucinéia foi encontrado no apartamento onde ela morava com duas amigas na manhã de segunda-feira.Segundo uma das amigas, a quem coube informar a família, a catarinense já estava morta e com o corpo cheio de hematomas quando ela chegou. Havia um saco plástico do lado dela e o apartamento estava todo revirado.Lucinéia era a mais nova de quatro irmãos - três mulheres e um homem - e estava em Londres havia três anos para estudar Comércio Exterior. Ela estava prestes a viajar ao Brasil para passar três meses com os familiares.A irmã mais velha, Dalva, se prepara para viajar a Londres assim que tiver o seu passaporte expedido, o que está previsto para sexta-feira. Ela pretende acompanhar as investigações e o traslado do corpo, quando ele for liberado.O endereço em que a jovem foi encontrada fica em Bayswater, bairro na região central de Londres bastante freqüentado por brasileiros.A investigação está sendo conduzida por policiais do Departamento de Investigação Criminal, em Paddington Green.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.