Corpo de supervisor de subprefeitura é velado em SP

O corpo do fisioterapeuta e supervisor de Habitação da Subprefeitura de Campo Limpo, Orlando Accácio Ferreira de 54 anos, está sendo velado no Cemitério Gethsemani, na zona oeste de São Paulo. Ferreira foi assassinado no início da noite de quinta-feira em frente ao comitê eleitoral do vereador Antonio Carlos Rodrigues, do PR.

GHEISA LESSA, Agência Estado

17 de agosto de 2012 | 14h09

O crime aconteceu às 19h de quinta, na Estrada de Itapecerica, no Campo Limpo, zona sul da capital paulista. O supervisor estacionava o carro quando um suspeito chegou, em uma moto vermelha, e disparou contra ele em frente ao comitê. Pessoas que estavam dentro do salão, para uma reunião política, ouviram os sons dos tiros e socorreram Ferreira ao pronto-socorro do Hospital de Campo Limpo, mas ele não resistiu.

A Polícia Civil, por meio do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), investiga os motivos que podem ter causado o assassinato, além de buscar a identificação do homem que atirou contra Ferreira. Imagens de câmeras de segurança ajudam nas apurações.

Testemunhas disseram à polícia que os disparos o atingiram nas costas e na barriga. O caso foi registrado no 37º Distrito Policial, do Campo Limpo, pelo delegado Cláudio Roberto Fácio Boccino. Na manha desta sexta o inquérito foi para o DHPP, onde as investigações continuam.

A Subprefeitura de Campo Limpo emitiu uma nota de pesar pelo assassinato e afirma lamentar o ocorrido. De acordo com o órgão, Ferreira exercia a função de supervisor de Habitação desde março de 2003. O corpo deve ser enterrado no Cemitério Gethsemani às 16h desta sexta-feira.

Tudo o que sabemos sobre:
assassinatosupervisorSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.